10 coisas que não pode perder em Chefchaouen

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

Chefchaouen, a cidade Azul,  tem seu nome originado da palavra  “ech-Chaoua”, que na língua berbere local significa “os chifres”. Isso porque a cidade fica localizada na região das montanhas Rif, entre os picos Tisouka e Megou que se erguem por detrás da cidade.

Chefchaouen é considerada uma cidade sagrada, fundada em 1415 de forma a combater as conquistas portuguesas e espanholas.

Esta cidade é principalmente conhecida pela cor azul de praticamente todas as suas habitações. Existem algumas teorias sobre os motivos pelos quais as paredes das casas e prédios tenham sido pintadas de azul. Uma delas é de que cor azul remete à cor dos objetos sagrados no Velho Testamento, servindo assim como lembrança do poder de Deus sobre os judeus. A segunda é de que a cor azul simbolize o próprio paraíso. Há ainda uma terceira teoria de que a cor azul tenha sido usada para espantar mosquitos.

1-Usar os coloridos chapéus de palha dos agricultores locais

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

Estes chapéus coloridos com pompons, usados pelos agricultores de Chefchaouen, são um dos principais símbolos desta cidade. Muitos turistas compram estes chapéus ou as suas miniaturas, mas o facto de os usarem enquanto passeiam pela medina, é muito apreciado pelos locais.

2 – Visitar a Praça Hamman

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

 Esta é a principal praça da medina de Chefchaouen e é de onde partem várias ruelas que o levarão aos pontos de interesse da cidade. É uma zona com muitos restaurantes e lojas de artesanato. É um ótimo lugar para se almoçar depois de ter andado pela Medina, relaxar e tomar um bom chá marroquino.

3-Visitar o Kasbah

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

A kasbah é uma fortaleza fortificada e muito restaurada que contém um lindo jardim, um pequeno museu etnográfico e uma galeria de arte. O museu etnográfico contém algumas vistas fascinantes da antiga Chefchaouen, incluindo a praça e a kasbah; a galeria promove o trabalho de artistas locais. Vale a pena apreciar a vistas da torre kasbah sobre a medina.

4- Ver o por do sol na Mesquita Jemma Bouzafar (Mesquita espanhola)

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

A Mesquita Espanhola fica um pouco afastada da medina, a cerca de 2 km do núcleo histórico da cidade. Ocupa uma posição privilegiada, no topo de uma colina de onde se obtêm vistas deslumbrantes sobre Chefchaouen. É um dos melhores locais para ver o pôr-do sol, uma vez que este se põe atrás da cidade azul.

5-Visitar a Ras el-Ma

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

Ras el-Ma é um ponto na periferia da medina onde as águas do rio se precipitam numa série de pequenas cascatas. É uma zona muito popular entre os locais, que aqui acorrem para usufruir de momentos de lazer social¸ especialmente agradável nos dias quentes de verão. É também aqui que a as pessoas vêm recolher água para consumo doméstico e onde as mulheres lavam a sua roupa à mão.

6- Percorrer a rua Hassan 1 e as pequenas ruelas azuis

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

É a rua principal da medina de Chefchaouen. Nela existem várias lojas e é onde estão localizadas as famosas pequenas ruelas azuis de Chefchaouen, tão fotografadas por turistas do mundo inteiro.

7- Dar um mergulho nas Cascades d’Akchour

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan
Foto por: https://www.les-voyageuses.net/2018/03/randonnee-au-maroc-meilleurs-circuits/les-voyageuses-randonnee-maroc-akchour/

Para mergulhar nestas cascatas, é necessário percorrer um caminho de aproximadamente 30 minutos de carro até o início da trilha de 2h30min de caminhada até a catarata.

Um fantástico cenário natural, a não perder pelos amantes da natureza.

8- Visitar a Grande Mesquita

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

A Grande Mesquita ergue-se no topo da colina do centro histórico de Chefchaouen. Data essencialmente do século XV, mandada construir pelo fundador da cidade, e é famosa pelo seu minarete octogonal, um formato único no mundo.

Se não for muçulmano apenas poderá ver a mesquita a partir do exterior.

9- Provar a excelente culinária de Chefchaouen

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

Aqui encontramos um leque variado de restaurantes bonitos, aconchegantes e originais, onde podemos experimentar uma grande variedade de práticos típicos da culinária marroquina, desde kefta a todo tipo de tajine e cuscuz.

10- Fazer compras no Souk de Chefchaouen

Marrocos, Marruecos, Marocco, Chefchaouen, Chechuan

O colorido Souk de Chefchaouen também justifica a viagem. Os artigos de artesanato em madeira, lã e couro, e os chapéus coloridos dos agricultores são extremamente populares.

 

 

 

 

Share some Love:

Marrocos – Guia Rápido

Capital

Rabat

Língua oficial

Além do árabe clássico, que é a língua oficial do ensino e da administração pública, a linguagem quotidiana é feita também no dialeto local de árabe, darijá, ou árabe marroquino;

A maioria dos marroquinos fala correntemente francês e espanhol. Fala-se ainda o inglês nos grandes centros urbanos.

Dinheiro

  • Moeda Oficial – Dirham Marroquino (DH)
  • Cartões de crédito e ATM – Os ATM são muito comuns em Marrocos. Até mesmo pequenas cidades do interior terão mais do que um banco disponível para levantar dinheiro. Praticamente todos aceitam Visa, MasterCard, Electron, Cirrus, Maestro e outros sistemas interbancários, tornando-se então a maneira mais fácil de ter dinheiro em Marrocos.

Clima

Os melhores meses para viajar para Marrocos são os meses de Primavera, entre abril e maio. No entanto durante os meses de junho e setembro ainda pode ser confortável viajar.

Nos meses de julho e agosto, poderão ser bons para férias na praia ao longo da costa, mas não para visitar as zonas do interior do país, pois o calor pode ser sufocante.

Visto

Para a maioria dos países, só é necessário passaporte e, na altura que estiver na fronteira é necessário preencher um documento fornecido pelas autoridades. No caso de viajar de avião será entregue pelo staff da companhia aérea. Levará na fronteira um carimbo de permanência de 90 dias.

No entanto, para alguns países, tais como Israel, África do Sul, Zimbabwe e Ucrânia por exemplo, é necessário visto para Marrocos antes da sua chegada.

Aeroportos principais

  • Aeroporto de Casablanca (CMN)
  •  Aeroporto de Marrakech (RAK)
  • Aeroporto de Tanger (TNG)
  • Aeroporto de Rabat (RBA)

Fuso Horário  UTC +01:00

Telecomunicações e Internet

  • Indicativo +212
  • Internet – A Internet tem um uso bastante generalizado e é fácil encontrar locais com WiFi gratuita, como hotéis, riads, guesthouses, restaurantes e cafés.

Religião

O Islamismo é a religião dominante em Marrocos. É a religião do Estado e a mais praticada no país.

Saúde

Além das vacinas normais que se deve ter sempre em dia (tétano, hepatites, etc), não são necessários quaisquer cuidados de saúde especiais para viajar em Marrocos. O país está livre de febre-amarela e a malária apenas poderá estar presente em zonas rurais de província de Chefchaouen, ainda assim com um risco muito baixo e sem qualquer recomendação para profilaxia.

Share some Love: